Don Don Matsuri – parte 2


Umas apresentações de danças tradicionais; não sei que tipo de dança é, mas as senhoras das segunda e terceira fotos, seguramente, estavam dançando sobre histórias trágicas de amor.


Essa gente toda estava se apresentando ao mesmo tempo, então não sei se são danças diferentes apresentadas ao mesmo tempo ou se é tudo a mesma dança. Só sei que no meio também tinha um povo dançando o yosakoi soran – mas não tenho idéia se essa bandeira gigante tem a ver com a dança [eu = total perdida]. Só sei que esse moço segurando a bandeira-monstro fazia muita cara de “uuunnngh, que pe…sa…do…”. Tinha mais gente com bandeiras enormes, mas a dele parecia que era a mais pesadona mesmo.


Banda do corpo de bombeiros


“Maeda Toshitsune”


Banda de um colégio – eles encerraram o festival.
E tocaram a música-tema de “Ponyo no penhasco à beira do mar”. Eu, obviamente, fiquei pulandinho bem idioticamente e uma criança de uns 5 anos ficou olhando pra mim com cara de “wtf?” hahahaha


Anão japs. Primeira vez que vi [eu sabia que existiam anões por aqui, mas nunca tinha visto; já estava achando que era lenda urbana]. =O



Público – crianças saindo pelo ladrão.
Droga, eu nem posso tirar sarro do cara da última foto porque eu passei um booom tempo me equilibrando nesses toquinhos também pra tirar fotos daquele povo que dançava ao mesmo tempo e do carinha da bandeira gigante [ninguém mandou eu ser baixinha u_u’]

Anúncios

Don Don Matsuri – parte 1

Ontem [11 de outubro eu sei que tá aparecendo dia 11 na postagem, mas agora já é manhã do dia 12] aconteceu a 34ª edição do Don Don Matsuri (どんどん まつり), um festival que acontece todos os anos aqui na cidade em que moro. Este é meu segundo ano no Japão e no ano passado não fui em nenhuuum festival porque o trampo estava bombando. Esse ano, a gente tá com beeeeeeeeem menos trabalho (o que, por um lado, é uma droga. =/), então este foi meu PRIMEIRO festival no Japão. *__*

“Don Don”, me explicaram, tem esse nome por causa das músicas apresentadas, que tem batidas bem marcadas (“don don” é onomatopéia para batida de tambor…), mas, sei lá… se for isso, o nome tá beeem diferente da realidade, porque teve um tiozinho que ficou cantando só com o tecladinho dele e um outro que cantou sem acompanhamento nenhum [e uma musiquinha arrastaaaaaaaadaaaa… deu um sooonooo =P]

Enfim. Não achei nenhuma informação sobre o festival [quer dizer, nenhuma que eu conseguisse ENTENDER], então eu meio que boiei no festival, mas teve apresentações de grupos escolares [desde pivetinhos que mal sairam das fraldas até adolescentes], de um pessoal mais velho que fazia ginástica ritmica, da bandinha dos bombeiros, da bandinha de um colégio, de um pessoal que fez dança do ventre, de um sujeito fantasiado de Maeda Toshitsune, de um pessoal mais velho que, quando cheguei, já estava se apresentando com espadas [tai chi chuan?], de yosakoi soran, tinha também uns carros e tratores expostos [sei lá por que], também tinha taiko [muuuuito taiko; acho que é mais o taiko que justifica o nome do festival]… nem vi tudo, porque estava tudo acontecendo ao mesmo tempo. Tinha uns 3 palcos e muuuuuuitas barraquinhas de comida e de brincadeiras espalhados por algumas ruas.

E crianças! Como tem criança nessa cidade! Àqueles que dizem que o Japão tem poucas crianças, venham dar um pulinho em Komatsu. Pelamor, fui atropelada umas 15 vezes por uns meio-quilos. [Talvez a população infantil desse país esteja concentrada nessa região; é mole-mole ver famílias com 3 ou 4 filhos por aqui]. E… vi um anão tocando flauta! NUNCA tinha visto anão japs! =O


Tai chi chuan?


Grupo escolar – essa molecada tava dançando uma música da Beyonce [suuuuper tradição japs!], mas não tenho idéia de que música seja. [Só sei que é Beyonce porque a letra falava “I am Sasha Fierce” =P]


Ginástica ritmica [exercícios bem leves com a bolinha; depois elas fizeram com uns pompons, mas como eu não tenho paciência -tava achando meio monótono-, mas tenho fome, larguei as tias e fui devorar uma batata cozida no vapor com muuuita manteiga por cima nham nham *_*]


Molecada fofa de uma creche tocando taiko


Mais molecada no taiko, mas daí não sei se ainda são creche ou se são mais velhos


Grupo que apresentou umas 3 ou 4 danças do ventre com véu


Equipe esportiva Dynamic [repitam: “dainamicu”]


Grupo de taiko muuuuito foda [esse tiozão de azul marinho é o instrutor do grupo; mó cara de mau!]